sexta-feira, 15 de janeiro de 2021

Revendedores dizem que botijão de gás pode chegar a R$ 200 em 2021

Foto: Agência Brasil 

A política econômica comandada por Paulo Guedes, ministro da Economia de Jair Bolsonaro, promete prejudicar ainda mais a vida do trabalhador brasileiro. O preço do gás de cozinha pode ser vendido entre R$ 150 e R$ 200, ainda em 2001.

A estimativa é de Alexandre Borjaili, presidente da Associação Brasileira dos Revendedores de Gás Liquefeito do Petróleo (Asmirg).

Em entrevista a Tácio Lorran, do Metrópoles, Borjaili criticou a política de preços da Petrobras, principal produtora do país. Ele avaliou que os mais prejudicados com as seguidas altas de preços são as famílias de baixa renda.


“Se persistirem esses aumentos consecutivos, sem limites, a previsão é de que o gás de cozinha chegue logo a R$ 150. Vai ser um pulo. Já para chegar a R$ 200 depende dessa política de preços”, projetou.

“Os ministros de Minas e Energia e da Economia prometeram, publicamente, que o preço do gás iria cair até 40% ou 50%, mas, desde então, o valor só sobe. E não há qualquer previsão de redução”, avaliou Borjaili.

“Pelo contrário, o que temos é aumentos consecutivos. A Petrobras não passa um mês sem aumentar ao menos 5% do combustível vendido às refinarias e, alinhado a isso, tem o aumento dos estados via ICMS”, acrescentou.


Sem gás

“Nós vendemos em média 35 milhões de botijões de gás todo mês. O país tem 15 milhões das famílias no Bolsa Família que vivem com uma renda per capita de até R$ 87. Então, nem gás podem comprar”, criticou Borjaili.

“Logo, esse aumento prejudica sobretudo a população mais vulnerável. Não é a classe A que precisa do gás de cozinha. Quem precisa é quem tem que fazer arroz, feijão, mingau todos os dias. É um desrespeito”, completou.

Revista Forum

IPVA: Fique atento aos prazos de desconto

Divulgação

O calendário para quitação do Imposto sobre Propriedade de Veículos Automotores (IPVA) referente ao ano de 2021, em Minas Gerais, começa a ser cumprido nesta segunda-feira, 18 de janeiro, e se estende até 24 de março, conforme o final de placa. Os proprietários devem estar atentos quanto aos prazos e, se possível, aproveitar os descontos oferecidos.

O contribuinte que quitar o imposto em parcela única, na data de vencimento da primeira parcela de sua respectiva placa (tabela em anexo), terá 3% de desconto. O valor mínimo do imposto para parcelamento é de R$ 150. Abaixo desse valor, somente em cota única. Permanece em vigor o programa “Bom pagador” de incentivo à regularidade da quitação do tributo, que concede, automaticamente, 3% de desconto para quem pagou em dia todas as obrigações referentes ao veículo, nos anos de 2019 e 2020.

Os valores arrecadados mensalmente com o IPVA são distribuídos em 50% para o Estado e 50% para o município. Vale observar ainda que da receita bruta que recebe com o repasse do IPVA, desde 2009, o município tem que descontar 20% para o Fundeb (Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação).

Multas

O não pagamento do IPVA nos prazos estabelecidos gera multa de 0,3% ao dia (até o 30º dia), e de 20% após o 30º dia, além de juros calculados pela taxa referencial do Sistema Especial de Liquidação e Custódia (Selic). Significa, então, que os atrasos tornam o imposto bem mais pesado para os proprietários.

Para efetuar o pagamento, os interessados podem recorrer aos agentes arrecadadores credenciados, emitir a guia de arrecadação, por intermédio de aplicativo disponível na internet ou comparecer a alguma unidade de atendimento da SEF/MG ou UAI (Unidade de Atendimento Integrado).

Queda na arrecadação

A Prefeitura de Ipatinga, por meio da Secretaria Municipal de Fazenda, informou que a previsão de arrecadação com o IPVA para 2021 é de R$ 37,552 milhões. Em 2020, o valor líquido arrecadado foi de R$ 41.909.584,03. Neste ano, a estimativa de queda é de 4,12%.

Taxa de Licenciamento

O valor da Taxa de Renovação do Licenciamento Anual de Veículos (TRLAV) para 2021 ainda não foi definido porque a Secretaria de Fazenda aguarda a tramitação do projeto de lei enviado pelo Governo à Assembleia Legislativa. A iniciativa propõe mudança no atual critério usado para a correção anual do valor da Unidade Fiscal do Estado de Minas Gerais (UFEMG).

O texto mantém o IGP-DI (Índice Geral de Preços - Disponibilidade Interna), que variou 22,10% nos últimos 12 meses, mas acrescenta o IPCA (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo), cuja variação foi de 3,92%. A ideia é que, para fins de atualização da UFEMG, seja levado em conta sempre o menor índice.

Alerta

A Secretaria de Fazenda reforça que não envia boletos de IPVA para o endereço dos contribuintes nem mensagens eletrônicas para e-mail ou celular contendo links para acesso à tabela ou para a emissão de guias de arrecadação.

Frota

Conforme o último Censo do IBGE, em 2018 Ipatinga contava com uma frota de 151.99 veículos, a oitava maior do Estado, à frente de Divinópolis (141.585) e Governador Valadares (137.171), só superada por Belo Horizonte, Uberlândia, Contagem, Juiz de Fora, Uberaba, Montes Claros e Betim. No país, a frota ipatinguense ocupava o 102º lugar.

Secom/PMI

Zema diz que vacinação contra Covid-19 em Minas começa em até 48 horas após liberação do Ministério da Saúde

Foto: Governo de Minas

O governador de Minas, Romeu Zema (Novo), garantiu que o início da vacinação contra a Covid-19 no Estado começa em até 48 horas após a liberação de doses pelo Ministério da Saúde. O anúncio foi feito durante uma entrevista, nesta quinta-feira (14), à rádio CBN Juiz de Fora, na Zona da Mata.

O governador reforçou que os 200 mil profissionais de saúde do estado serão os primeiros a serem vacinados.

É a primeira vez que o governador mineiro falou sobre o início da vacinação. Antes, apenas o prefeito de Belo Horizonte, Alexandre Kalil (PSD) havia garantido a imunização na cidade 24 horas após a liberação das doses.

Na entrevista, Zema afirmou, ainda, que, na próxima terça-feira (19), o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, vai se reunir com os governadores para explicar a logística de distribuição dos imunizantes. Mas, segundo ele, Minas já montou uma força-tarefa para fazer esse transporte.

"Já estamos preparando aqui uma força-tarefa para que esse transporte ocorra da maneira mais eficiente possível. Não sabemos ainda se a vacina vai ser disponibilizada em São Paulo ou em Brasília. Mas qualquer que seja o local onde ela estiver, nós já temos aqui planos para que aviões, carros, etc, vans levem essa vacina de forma refrigerada para todas as regionais de saúde do Estado".

Na entrevista, o governador reforçou que foram compradas mais de 50 milhões de seringas, que já estão sendo distribuídas por todo o Estado. Ele também defendeu a centralização do programa de imunização contra a Covid no Ministério da Saúde, para que todas as cidades mineiras possam começar a vacinar conjuntamente.

"Se nós tivermos cada município ou cada Estado conduzindo um processo de vacinação diferente, em datas distintas, primeiro, nós vamos estar cometendo uma injustiça enorme. Aqueles municípios que tem mais poder financeiro vão ter condição de vacinar a sua população antes daqueles outros que não tem uma situação tão boa assim. E também não seria correto pelo tumulto que isso geraria. Então, eu não sou adepto".

Zema lamentou ainda a politização da vacina no Brasil. Sem citar os nomes do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) e do governador de São Paulo, João Dória (PSDB), que protagonizaram esse embate, Romeu Zema disse que a disputa só serviu para atrasar a vacinação e, como consequência, aumentou o número de vítimas da Covid no país.

Por fim, o governador mineiro reconheceu que o cenário atual da Covid é pior e, que, por isso, o governo federal deveria manter os programas de apoio à economia. Ele defendeu a volta do auxílio emergencial e das medidas para garantia de empregos, como a possibilidade de suspensão de contratos. Segundo Zema, sem essas ações, as empresas vão entrar em colapso.

CBN Juiz de Fora e G1

quinta-feira, 14 de janeiro de 2021

Caminhoneiros convocam outra assembleia para se mobilizar por greve

Foto: Tânia Rêgo/Agência Brasil

Caminhoneiros autônomos de todo o País marcaram uma nova assembleia, sem ainda data definida, para tentar angariar apoio e definir as pautas de uma nova greve nacional que vem sendo articulada pela categoria para o dia 1º de fevereiro.

Na reunião online na noite desta quarta-feira, 13, com cerca de 50 lideranças dos caminhoneiros, foi discutida uma pauta que vai desde manifestações contra o projeto BR do Mar (que incentiva a navegação pela costa brasileira) ao piso mínimo do frete e reclamações contra a política de preços de combustíveis.

O Conselho Nacional do Transporte Rodoviário de Cargas (CNTRC) manteve a convocação para a greve em 1º de fevereiro. O presidente da entidade, Plínio Dias, afirmou que a definição da pauta é importante para colocar na mesa e ser chamado para diálogo com os órgãos responsáveis. "Até agora não fomos recebidos pelo governo, por isso a paralisação", explicou ele aos demais motoristas.

"O que você está achando, meu irmão? O senhor tem condições de rodar com seu caminhão nesse País, com combustível caro, insumo caro, tudo aumenta, tudo sobre e o frete está uma desgraceira. Pessoal, 250 litros de diesel está quase R$ 1 mil. Não tem mais cabimento. De Curitiba para São Paulo sobra R$ 150 no final da viagem e está com o tanque seco, não sobra nada. Quem acha que a situação está ruim, pare dia 1º", convocou Dias num grupo de WhatsApp. "Tem pessoas aí que ficam atrás de lideranças que se dizem de caminhoneiros alegando que não precisa parar. Isso é uma afronta. Às vezes essas pessoas não tem problemas, não tem caminhão, não estão nem aí para a categoria que representam. Mas garanto que já estão aparecendo muitas pessoas para o dia 1º."

As últimas tentativas de greve da categoria não vingaram por rachas entre as diversas entidades representativas no País. O governo federal aposta justamente nessa divisão para tentar desmobilizar a greve.

Na Região Sul, caminhoneiros prometem em grupos de WhatsApp bloquear cidades e fábricas de alimentos, o que pode afetar o abastecimento de supermercados.

O interlocutor da categoria no governo tem sido o ministro da Infraestrutura, Tarcísio Freitas. O ministério questiona a representatividade da Associação Nacional do Transporte Autônomos do Brasil (ANTB), que mais cedo previu que a greve poderia ser maior que a realizada em 2018. "O Ministério da Infraestrutura (MInfra) esclarece que a Associação Nacional do Transporte Autônomos do Brasil (ANTB) não é entidade de classe representativa para falar em nome do setor do transporte rodoviário de cargas autônomo e que qualquer declaração feita em relação à categoria corresponde apenas à posição isolada de seus dirigentes", disse a pasta por meio de nota.

O ministério destacou a necessidade de entender o "caráter difuso e fragmentado de representatividade do setor". "Nenhuma associação isolada pode reivindicar para si falar em nome do transportador rodoviário de cargas autônomo, e incorrer neste tipo de conclusão compromete qualquer divulgação fidedigna dos fatos referentes à categoria", acrescenta.

O Ministério da Infraestrutura informou ainda, por meio de sua assessoria de comunicação, que há uma agenda permanente de diálogo com as principais entidades representativas da categoria por meio do Fórum do Transporte Rodoviário de Cargas (TRC), além de reuniões constantes com lideranças da categorias. "O restabelecimento do fórum, desde 2019, tem sido o principal canal interativo entre governo e setor e qualquer associação representativa que deseje contribuir para a formulação da política pública pode requerer a sua participação para discutir eventuais temas de interesse da categoria."

Estadão Conteúdo

Pazuello anuncia início da vacinação em todo o país para o dia 20 de janeiro, com quase 120 milhões de doses até abril

Foto: Marcos Corrêa/PR

Após uma reunião com o Ministério da Saúde nesta quinta-feira (14), prefeitos disseram que, de acordo com o ministro Eduardo Pazuello, a vacinação contra a Covid-19 começará em todo o país na quarta-feira (20) da semana que vem.

As mensagens dos prefeitos foram postadas em redes sociais. Procurado pelo G1, o Ministério da Saúde ainda não confirmou a data.

“De acordo com @ministropazuelo, próxima segunda chegam as 2 milhões de doses da Astrazeneca para estados. Há também as 6 milhões da Coronavac. Anvisa liberando domingo, distribuem na terça para iniciar na quarta, dia 20. Ou seja: 8 milhões de doses para janeiro”, escreveu o prefeito de Florianópolis, Gean Loureiro (DEM), em uma rede social.

As prefeituras de Campinas, de Cuiabá e de Maringá também saíram da reunião informando que o governo marcou a data do dia 20.

Pazuello recebeu mais de 130 prefeitos. A maioria participou virtualmente.

Doses

A Frente Nacional dos Prefeitos disse ainda que, na reunião, Pazuello apresentou a seguinte previsão de quantas doses de vacina o país terá nos próximos meses:

Janeiro: 8 milhões

Fevereiro: 30 milhões

Abril: 80 milhões

Equipamento

O presidente da frente, Jonas Donizete, ex-prefeito de Campinas, disse que a maioria das cidades tem quantidade suficiente de agulhas e seringas para iniciar a vacinação.

“A gente vai passar para o ministro uma ideia de como estão as cidades. E para isso eu fiz uma conversa antes com os prefeitos. A notícia boa para a população é que a maioria das cidades está preparada para a vacinação, com seringas, agulhas”, afirmou.

G1

Polícia Militar apreende mais de 200 pinos de cocaína em Timóteo

Foto: Polícia Militar

A Polícia Militar apreendeu mais 200 pinos de cocaína nesta quarta-feira (13), em Timóteo (MG). Segundo o órgão, a droga foi localizada durante uma operação no bairro Bela Vista.

Ainda de acordo com a PM, o material estava em um lote vago na rua Monte Verde. Foram encontrados 203 pinos de cocaína e uma balança de precisão. O dono da droga não foi localizado.

Já no distrito de Cachoeira do Vale, após denúncia anônima mais drogas foram apreendidas e um jovem foi preso.

Durante abordagem a um jovem de 28 anos foram apreendidas três buchas de maconha, 24 pinos de cocaína, diversos pinos vazios e R$ 670 em dinheiro.

Os militares também fizeram buscas na residência de um homem de 33 anos, que não foi encontrado. Na casa dele foram encontradas mais porções de cocaína, que foram apreendidas. Os policiais fazem buscas pelo homem.

Todo o material apreendido e o jovem preso foram encaminhados para a Delegacia Civil.

G1 Vales

Prefeitura de Fabriciano formaliza a intenção para compra de vacina contra a Covid-19

Ascom/PMCF

A Prefeitura de Fabriciano formalizou nesta última quarta-feira, 13, a intenção de compra de 96 mil doses da vacina Coronavac, produzida no Brasil pelo Instituto Butantã em parceria com o laboratório chinês Sinovc. As doses são suficientes para imunizar aproximadamente 43 mil pessoas, total estimado dos grupos mais vulneráveis à infecção e quadros graves da doença, já considerando a aplicação da 1ª e 2ª segunda dose.

O termo de intenção de compra do imunizante nacional foi assinado pelo prefeito Dr. Marcos Vinicius e será enviado pela Procuradora Jurídica do Município ao Butantã. O objetivo da Prefeitura de Fabriciano é acelerar os trâmites burocráticos, deixar toda a rede preparada para a vacinação e assegurar as doses necessárias para proteger o público-alvo e, consequentemente, a população da cidade.

“Vamos seguir os protocolos do programa nacional de imunização, do Ministério da Saúde, e orientações do Estado. Mas como sempre, Fabriciano sai na frente e já tem tudo planejado e pronto para vacinar os públicos prioritários em tempo recorde, além de um plano municipal alternativo para garantir a proteção dos fabricianenses”, afirma o prefeito, Dr. Marcos Vinicius. “Também iniciamos o processo de compra dos insumos, como seringas, e contamos com mais de 20 vacinadores já capacitados. O que gostaria de frisar é que, em Fabriciano, nada será impeditivo de vacinar a nossa população tão logo as doses sejam autorizadas e disponibilizadas”, completa.

ESTRUTURA PRONTA

O chefe do Executivo fabricianense foi um dos primeiros prefeitos do Brasil a entregar, diretamente ao Ministério da Saúde, informações referentes aos públicos prioritários, doses e estrutura da rede municipal para receber e aplicar as doses contra o Covid-19. O documento foi entregue em 16 de dezembro último, em Brasília, durante o lançamento do Plano Nacional de Imunização contra Covid-19.

Em Fabriciano, todas as 14 unidades básicas de saúde contam com salas de vacinas equipadas com câmaras frias, sistema de refrigeração com ar condicionado e equipe técnica capacitada. Além de estender o serviço a toda rede, o horário de atendimento foi ampliado e hoje é de segunda à sexta-feira, 7h às 16h.

O secretário de Saúde, Ricardo Cacau, completa ainda que o município manteve a equipe volante de vacinadores e antecipa que os idosos e população acamada serão imunizados a domicílio, como ocorrido na campanha de vacinação contra gripe, no início da pandemia. “Temos prontos os esquemas logístico e operacional de imunização para proteger, com segurança e num curto espaço de tempo, primeiramente, os grupos de risco”, afirma.

PREVENÇÃO E DIAGNÓSTICO

Também esta semana, a secretaria de Saúde de Fabriciano iniciou a compra de mais 5 mil testes rápidos para Covid-19. O teste é realizado conforme protocolo do Ministério da Saúde, e deve ser realizado por pacientes após 14 dias do início dos sintomas. Hoje, em Fabriciano, o teste rápido é realizado em todas as unidades de saúde, UPA 24 horas, Hospital Dr. José Maria Morais e Centro de Referência Covid-19.

“O teste tem fins epidemiológicos, ou seja, é para o município acompanhar e manter sob controle a evolução de casos. E é fundamental que o paciente, cumpra o isolamento social para não contaminar outras pessoas. Vale ressaltar que as pessoas do convívio íntimo e prolongado (as que moram na mesma casa) também fiquem atentas e evitem o contato com outros”, explica a secretária-adjunta de Saúde, Vania Tavares.

O município mantém o serviço de Teleorientação – Eu Saúde, para tirar dúvidas e orientação via whats app, sem sair de casa. O telefone é 31 9 8942 3003. Em caso de sintomas gripais moderados, o paciente deve procurar o Centro de Referência Covid-19, na Rua Albert Charlet, s/n, Centro. Já o paciente que estiver com sintomas mais graves, como falta de ar, deve procurar a Unidade de Pronto Atendimento – UPA 24 horas, no Silvio Pereira II, ou Hospital Dr. José Maria Morais, no Santa Helena.

quarta-feira, 13 de janeiro de 2021

Mandetta é flagrado na praia sem máscara, e web se revolta

Divulgação

Uma foto do ex-ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, sentado em uma praia e sem utilizar máscara de proteção, viralizou nesta semana na internet brasileira e causou revolta aos usuários das redes sociais. Nos protestos, internautas acusaram o ex-chefe da pasta federal de “hipocrisia” e lembraram que essa não foi a primeira vez que Mandetta foi flagrado sem o item.

– Aquele na praia era o Mandetta mesmo? Estranho. Será que fecharam o bar da sinuca? Vamos aguardar a confirmação pelo noticiário científico – ironizou o jornalista Guilherme Fiuza.

O deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) comentou o caso e também lembrou a ida do apresentador Luciano Huck e da esposa dele, Angélica, a uma praia para pedalar. Na postagem, Eduardo criticou a incoerência dos dois.

– Força a todos os guerreiros do fique em casa, coerência acima de tudo – escreveu.

Pleno News

Caminhão cai de ponte na BR-381, João Monlevade, onde queda de ônibus matou 19

Reprodução

Um caminhão caiu nesta quarta-feira (13) da "Ponte Torta", região da BR-381 em João Monlevade, no mesmo local onde um ônibus clandestino sofreu uma queda no mês passado.

De acordo com o Corpo de Bombeiros, havia duas pessoas dentro da carreta, e o veículo está "completamente submerso" neste momento.

"De acordo com relatos, o motorista perdeu o controle do veículo e caiu no rio. Ainda conforme com as testemunhas, havia duas pessoas no caminhão", diz nota dos militares encaminhada à imprensa.

Recorrente

No 4 de dezembro de 2020, um ônibus caiu no mesmo trecho, matando 19 pessoas e ferindo outras 27. O veículo já foi autuado seis vezes, por transporte ilegal de passageiros, negar entrada na praça de pesagem e falha no tacógrafo.

O Tempo

General Mills anuncia fechamento de fábrica da Yoki no Brasil: é a terceira empresa dos EUA em uma semana

Divulgação

Depois da Ford e Forever 21, agora é a vez da General Mills. A empresa dos EUA anunciou o fechamento de sua fábrica no Rio Grande do Sul. A General Mills, com sede em Minnesota, é uma das 10 maiores empresas de alimentos do mundo

Após as empresas estadunidenses Ford e Forever 21 anunciarem o fechamento de suas fábricas e lojas no Brasil, a General Mills, responsável pela marca Yoki, anunciou na segunda (11) que vai encerrar as atividades na fábrica da cidade de Nova Prata, na serra gaúcha, demitindo 300 funcionários.

A empresa, em nota, disse que o processo faz parte de um “plano de reestruturação em parte das suas operações no país” e que “ajustes fazem parte de uma estratégia que prevê acelerar o crescimento dos negócios da empresa no Brasil”, informou o portal CNN Brasil. 

Segundo a reportagem, a produção de pipoca ficará concentrada somente na fábrica da cidade de Pouso Alegre, no interior de Minas Gerais.

Forever 21 e Ford

A rede Forever 21, ícone da fast fashion (moda rápida) no mundo, está fechando 11 de suas lojas no Brasil. Conhecida pela venda de roupas a preço baixo, a rede sofreu diversas acusações de uso de trabalho escravo ao longo dos anos. Já montadora Ford anunciou nesta segunda-feira (11) que encerrará a produção de veículos no Brasil em 2021, o que levará mais de cinco mil brasileiros à fila de desemprego.

Brasil 247

Ex-vereador acusado por importunação sexual é preso preventivamente em Minas

Foto: Reprodução/EPTV

O ex-vereador Josué Campos Narciso, o Zué do Esporte, foi preso preventivamente na tarde desta segunda-feira (12). Ele é acusado de importunação sexual de duas jovens e era considerado foragido da Justiça. Zué foi detido após prestar depoimento na Delegacia da Mulher, em Varginha (MG).

Zué do Esporte, de 32 anos, se apresentou à Polícia Civil por volta das 10h. Ele prestou depoimento à delegada Geny Azevedo por cerca de duas horas. Depois disso, ele saiu preso preventivamente da delegacia e levado ao Presídio de Bom Sucesso (MG).

“Apresentou-se tranquilamente em companhia de seus procuradores. A princípio ele negou todos os fatos que estão sendo imputados”, destacou a delegada.

O ex-vereador era considerado foragido da Justiça desde outubro do ano passado, quando foi acusado por duas jovens. Ele responde pelos crimes de importunação sexual e posse ilegal de arma de fogo. Segundo a delegada, o inquérito ainda deve ser concluído esta semana.

“Imagino diante das denúncias que vieram ao longo desse ano depois de tudo, que as coisas ainda vão continuar. Espero, inclusive, que se tiver mais alguma vítima, dessas que não se apresentaram, ou qualquer outra pessoa que saiba de algum fato e não teve coragem [de denunciar], que procure a delegacia das mulheres”, destacou.

Zué do Esporte deixou a delegacia e não quis falar com a reportagem da EPTV, afiliada Rede Globo, antes de ser levado a Bom Sucesso.

O caso

Segundo o boletim de ocorrência, as jovens relataram que Zué do Esporte pediu para que elas experimentassem peças de roupa, que seriam um uniforme de vôlei patrocinado, no vestiário da escola. Conforme a denúncia, ele pedia que elas tirassem toda a roupa, inclusive as íntimas, durante a prova.

Ainda conforme a denúncia, no momento da troca, a jovem de 18 anos ouviu um barulho no teto e notou que o homem a observava. Ela procurou a polícia, que também recebeu a denúncia da mesma situação de uma menor de 15 anos.

Em buscas realizadas na casa do vereador pela Polícia Militar, ele não foi encontrado no imóvel, mas os militares apreenderam uma arma calibre 12, um CD e um HD externo. A Polícia Civil abriu inquérito para investigar o caso.

A Câmara de Vereadores, na época, iria votar abertura de processo de cassação do mandato do então parlamentar. Ele, no entanto, renunciou ao cargo no dia em que o documento seria avaliado pelo Legislativo.

G1

Bolsonaro sobre Ford: "Faltou a verdade, querem subsídios"

Foto: Reprodução

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) disse na manhã desta terça-feira (12) a apoiadores na porta do Palácio da Alvorada que a Ford deixou o Brasil porque queria a renovação de subsídios e que a montadora faltou com a verdade. 

"Na verdade, eles tiveram subsídios nossos, ao longo dos anos, de R$ 20 bilhões. Queriam renovar subsídios para fazer carro para vender. Agora, tem a concorrência também aí, chinesa, entre outros. Lamento cinco mil empregos perdidos, mas a imprensa não fala que, em novembro, nós criamos 414 mil empregos. Então, perdemos cinco mil agora, repito: lamento. Mas o que a Ford quer? Faltou a Ford dizer a verdade, né? Querem subsídios. Vocês querem que continue dando R$ 20 bilhões pra eles como fizeram nos últimos anos? Dinheiro de vocês, de impostos de vocês para fabricar carro aqui? Não. Perdeu a concorrência, lamento."

Nesta segunda-feira (11), a Ford anunciou que deixará de produzir carros no Brasil após cem anos da primeira fábrica no País. A produção dos carros que continuarão sendo vendidos no Brasil será na Argentina e no Uruguai. A montadora citou o custo Brasil como um dos motivos da decisão. 

Bolsonaro disse ainda que a Ford manteve a fábrica na Bahia até então "por decisão do senador Antônio Carlos Magalhães, o tal do ACM", morto em 2007. Bolsonaro elogiou o parlamentar que também foi governador do Estado e ministro das Comunicações durante o fim da ditadura militar.

R7/Record

Fechamento de comércio não é política correta contra a covid-19, diz Bolsonaro

Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom

O presidente Jair Bolsonaro reiterou nesta última terça (12) sua contrariedade ao fechamento total de comércios em função da pandemia. Durante cerimônia de comemoração dos 160 anos de fundação da Caixa – e da caderneta de poupança no Brasil –, Bolsonaro disse que não se pode falar em saúde sem emprego, e que vida e economia “andam de braços dados”.

“Eu peço a Deus que ilumine governadores e prefeitos para que não fechem tudo. Essa não é a política correta. Vida e economia andam de braços dados. Não podemos falar em saúde sem emprego”, disse o presidente na cerimônia, que ocorreu no Palácio do Planalto. De acordo com balanço divulgado de ontem do Ministério da Saúde, o Brasil acumula 8,1 milhões de casos confirmados e 203 mil mortes.

Dirigindo-se à imprensa, Bolsonaro voltou a defender a liberdade das manifestações via redes sociais e afirmou que a liberdade de imprensa é plena em seu governo. “Lamento, no entanto, o fechamento e a censura às mídias sociais. Elas não concorrem com vocês [imprensa]. Uma estimula a outra, e a liberdade não tem preço”, acrescentou.

Caderneta de Poupança comemora 160 anos

Sobre a comemoração de 160 anos da Caixa Econômica Federal e da caderneta de poupança no Brasil, Bolsonaro destacou que o banco público levou paz à população ao ajudá-la a receber o auxílio emergencial. “Em momentos difíceis como a pandemia, [a Caixa] criou, em poucos dias, mais de 60 milhões de contas. Trabalhamos para levar paz aos homens e mulheres do Brasil”, disse ao destacar, também, a contratação de 3 mil pessoas com deficiência, pelo banco.

Em seu discurso, o presidente da Caixa, Pedro Guimarães, disse que o banco bateu recorde de lucro em 2020, com os créditos imobiliários concedidos à população . “Em 20 dias, 50 milhões de brasileiros receberam o auxílio emergencial. E, em meio à pandemia, batemos o recorde de crédito imobiliário. Em consequência, a caixa nunca ganhou tanto dinheiro com o crédito imobiliário”.

Segundo ele, o banco terá, também, a menor taxa de inadimplência de todos seus 160 anos de existência. “Nunca emprestamos tanto e tivemos tão pouca inadimplência. Teremos um lucro que, não posso ainda informar [o valor], mas será recorde”.

Agência Brasil

Prefeito de Goiânia, Maguito Vilela morre vítima de Covid-19

Foto: Reprodução

O prefeito licenciado de Goiânia, Maguito Vilela (MDB), morreu na madrugada desta quarta-feira (13/1), aos 71 anos. Ele estava internado desde o dia 22 de outubro para tratar a Covid-19, doença provocada pelo novo coronavírus.

Maguito, que venceu as eleições para prefeito no ano passado, estava internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Albert Einstein, em São Paulo.

A unidade de saúde confirmou a morte do emedebista às 4h10 desta quarta-feira. Agora, a família providencia o traslado do corpo de São Paulo para Goiás.

Maguito testou positivo para o coronavírus no dia 20 de outubro. Dois dias depois, foi internado em um hospital de Goiânia. Com inflamação nos pulmões e alerta para um nível crítico de saturação de oxigênio no sangue, o político teve de ser transferido para São Paulo.

No dia 30 de outubro, o político foi intubado pela primeira vez. Em 15 de novembro, data do primeiro turno das eleições, teve de ser submetido novamente ao mesmo procedimento.

Ele passou também por uma cirurgia de traqueostomia, com o objetivo de ajudar na respiração.

No dia 3 de dezembro, Maguito testou negativo para a Covid-19 e foi transferido para um leito comum de UTI. Aos poucos, os médicos foram reduzindo os sedativos. Na ocasião, o filho Daniel Vilela informou que o pai estava plenamente consciente de que havia sido eleito prefeito de Goiânia.

O político, no entanto, apresentou infecção nos pulmões provocada por bactérias e fungos.

O prefeito licenciado deixa a esposa, Flávia, quatro filhos (entre eles Daniel Vilela) e quatro netos. O sepultamento está marcado para ocorrer em Jataí, cidade natal de Maguito.

Em agosto do ano passado, Maguito perdeu duas irmãs para o coronavírus. Nelma, de 76 anos, que tinha comorbidades, e Nelita Vilela, de 82. 

Mais Goiás / Metrópoles

Sequestrador de irmão de Zezé Di Camargo e Luciano é um dos mortos em confronto

Wellington Camargo na janela de hospital após ser encontrado, em março de 1999, em Goiânia, Goiás — Foto: Weimer Carvalho/ O Popular

Ozélio de Oliveira, que foi condenado pelo sequestro do cantor gospel Wellington Camargo, irmão da dupla Zezé Di Camargo e Luciano, é um dos cinco mortos em um confronto com a Polícia Militar (PM), em São José dos Pinhais, na Região Metropolitana de Curitiba (RMC), na madrugada de sábado (9).

Wellington Camargo foi sequestrado em 16 de dezembro de 1998 em sua casa, no Jardim Europa, em Goiânia, por quatro homens armados, e foi resgatado no dia 21 de março de 1999 (Relembre o caso ao final da reportagem).

Os cinco mortos na madrugada de sábado eram suspeitos de planejarem o sequestro de um empresário e foram localizados em dois carros após um trabalho de inteligência da polícia. Houve perseguição e confronto.

Os nomes dos demais mortos não foram divulgados. A informação sobre Ozélio foi confirmada ao G1 pelo delegado Fábio Machado.

O G1 tenta localizar a defesa da família de Ozélio.

De acordo com a PM, na ação que terminou com os suspeitos mortos no sábado, nenhum policial foi ferido durante o confronto. O caso está sendo investigado pela Polícia Civil.

"Eles vieram de São Paulo, eram faccionados, do crime organizado, e estavam envolvidos com situações criminosas", disse o tenente Cruz, da Polícia Militar, logo após o confronto.

Foragido

Ozélio de Oliveira era conhecido como Sumô, tinha sido condenado a mais de 108 anos de prisão por crimes como roubo, homicídio, além do sequestro de Wellington.

A Polícia Federal (PF) diz que ele foi o responsável pela organização de uma quadrilha de São Paulo em Roraima.

Em setembro de 2018, Ozélio fugiu da Penitenciária Estadual de Piraquara (PEP), na Região Metropolitana de Curitiba, junto com outros 28 presos. Durante a fuga, criminosos fortemente armados explodiram um muro da penitenciária e resgataram os detentos, segundo o Departamento Penitenciário do Paraná (Depen-PR).

Conforme o departamento, veículos foram queimados nos principais acessos ao complexo penitenciário e nas estradas da região.

Relembre o sequestro de Wellington Camargo

Após o sequestro de Wellington Camargo, o primeiro contato dos sequestradores com a família dele foi feito cinco dias depois. Na ocasião, Wellington conversou por telefone com o irmão Emanoel Camargo, que era o porta-voz da família nas negociações.

Na madrugada do dia 13 de março de 1999, os sequestradores enviaram a uma emissora de televisão de Goiânia um pedaço da orelha de Wellington e um bilhete, para pressionar a família a pagar o resgate. Após dois dias, exames confirmaram que a orelha era mesmo da vítima.

O resgate no valor de US$ 300 mil foi pago em 20 de março. No dia seguinte, Wellington foi deixado pelos sequestradores dentro de um buraco, a 150 metros de uma estrada vicinal, entre Goiânia e Guapó, na Região Metropolitana.

O cantor saiu do matagal e foi encontrado por dois motociclistas, que o reconheceram.

Em 23 de março de 1999, três dias após o pagamento do resgate, sete dos dez acusados de participarem do sequestro de Wellington foram presos em Campo Grande (MS).

No dia 24, eles foram transferidos para Goiânia. Os outros três integrantes da quadrilha acabaram presos posteriormente. Eles faziam parte de um grupo conhecido como "Quadrilha dos Oliveira", que, segundo a polícia, era chefiado por Osmar Martins e Ozélio Oliveira.

A condenação de sete acusados presos ocorreu em novembro de 1999. Os demais, como ainda estavam foragidos, foram julgados em processos separados.

G1 Paraná

Nascidos em junho podem sacar auxílio emergencial a partir de hoje

Foto: Tânia Rêgo/Agência Brasil

Cerca de 3,4 milhões de beneficiários do auxílio emergencial e do auxílio emergencial extensão nascidos em junho poderão sacar a última parcela do benefício a partir desta quarta-feira (13). Eles poderão sacar ou transferir os recursos da conta poupança social digital. Foram creditados cerca de R$ 2,5 bilhões para esse público nos ciclos 5 e 6 de pagamentos.

Desse total, R$ 2,2 bilhões são referentes às parcelas do auxílio emergencial extensão e o restante, cerca de R$ 300 milhões, às parcelas do auxílio emergencial.

O dinheiro havia sido depositado na conta poupança digital em 30 de novembro para os beneficiários do ciclo 5 e em 18 de dezembro para os beneficiários do ciclo 6. Até agora, os recursos podiam ser movimentados apenas por meio do aplicativo Caixa Tem, que permite o pagamento de boletos, de contas de água, luz e telefone, compras com o cartão virtual de débito pela internet e compras em estabelecimentos parceiros por meio de maquininhas com código QR (versão avançada do código de barras).

Para realizar o saque em espécie, é necessário fazer o login no Caixa Tem, selecionar a opção “saque sem cartão” e “gerar código de saque”. Depois, o trabalhador deve inserir a senha para visualizar o código de saque na tela do celular, com validade de uma hora. O código deve ser utilizado nos caixas eletrônicos da Caixa, nas unidades lotéricas ou nos correspondentes Caixa Aqui.

Os saques em dinheiro podem ser feitos nas lotéricas, correspondentes Caixa Aqui ou nas agências.

Agência Brasil

Vôlei: Copa Brasil masculina começa nesta quarta-feira

Foto: Agência i7/divulgação

Com a realização de duas partidas, começa nesta quarta-feira (13) a Copa Brasil masculina de vôlei. Assim, quatro dos oito melhores times abrem as disputas com as partidas de quartas de final. Os confrontos de hoje serão Vôlei Renata contra Vôlei UM Itapetininga, às 19h30 (horário de Brasília), e Minas Tênis Clube contra Azulim/Gabarito/Uberlândia, às 19h.

A competição é realizada em cruzamentos no sistema olímpico (1º contra 8º, 2º contra 7º, e assim por diante).

O jogo entre Sada/Cruzeiro e Vedacit/Guarulhos, previsto para a próxima quinta-feira (14), aguarda uma nova data, pois o time da região metropolitana de São Paulo enfrenta um surto do novo coronavírus (covid-19), com quatro atletas infectados.

Na próxima sexta-feira (15) será a vez do confronto entre o EMS Taubaté Funvic e Apan/Eleva/Blumenau, às 19h. Inicialmente, a semifinal deve ocorrer no dia 22 de janeiro, e a grande decisão no dia seguinte, ambas em local a ser definido. O campeão da competição garantirá vaga no Sul-Americano de clubes e na Supercopa em 2021.
Competição feminina

Em reunião virtual realizada na última terça-feira (12), a Confederação Brasileira de Voleibol (CBV) e os oito clubes participantes da Copa Brasil feminina de 2021 definiram a tabela da competição, e decidiram que a fase final do torneio será toda disputada no Centro de Desenvolvimento de Saquarema (RJ), em formato de bolha, para reduzir os riscos de contágio pelo novo coronavírus.

O torneio reúne os oito melhores colocados no primeiro turno da Superliga. Nas quartas de final, os quatro com melhor campanha jogam em casa. Todos os jogos estão marcados para a próxima terça-feira (19). Itambé/Minas e Pinheiros, na Arena Minas, às 19h. Sesc RJ Flamengo enfrenta Sesi Bauru, na Gávea, no mesmo horário. Dentil/Praia Clube e São Paulo/Barueri se enfrentam na Arena Praia às 19h30. Às 20h, Osasco/São Cristóvão Saúde e Curitiba fecham essa etapa da Copa jogando no José Liberatti, na região metropolitana de São Paulo.

As semifinais estão previstas para o dia 5 de fevereiro, em Saquarema. A grande decisão acontece no dia seguinte.

Agência Brasil

Mais esportes, acesse: FUTBLOG DO SORRISO 

Após 20 anos, Palmeiras volta à final da Taça Libertadores

Foto: Divulgação/Conmebol

Após 20 anos, o Palmeiras voltou a uma final de Taça Libertadores. A classificação veio na noite desta terça-feira (12) mesmo com derrota por 2 a 0 para o River Plate em partida realizada no Allianz Parque, em São Paulo. O Verdão chegou a esta partida em uma situação confortável, pois venceu o jogo de ida, realizado no estádio Libertadores de América, em Avellaneda (Buenos Aires), por 3 a 0 na última terça-feira (5).

Quinta final continental

Agora, o Palmeiras aguarda o vencedor de Santos e River Plate, que se enfrentam na próxima quarta-feira (13), para saber quem será seu adversário na grande final da competição, que acontece no dia 30 de janeiro, às 17h (horário de Brasília), no estádio do Maracanã.

O Verdão disputará sua quinta final de Libertadores. A primeira decisão foi em 1961 (quando perdeu para o Peñarol), depois chegou em 1968 (quando caiu diante do Estudiantes), a terceira foi em 1999 (quando derrotou o Asociación Deportivo Cali) e a quarta foi em 2000 (com derrota para o Boca Juniors).

Sofrimento no 1º tempo

Precisando de uma vitória, o atual vice-campeão da Libertadores assumiu desde o início o domínio do confronto. Já o Palmeiras assumia uma postura excessivamente respeitosa (com uma linha de cinco jogadores na defesa e apostando na saída rápida no contra-ataque), mas esta proposta de jogo não foi acertada, e deu aos argentinos o espaço para criar boas oportunidades.

E, após algumas boas chances, o time argentino conseguiu abrir o placar aos 28 minutos, quando o uruguaio De La Cruz cobra falta na área e Rojas sobe muito para ganhar no alto de seu compatriota Gómez para cabecear com muita força.

A partir daí o time argentino cresce ainda mais na partida, e, de tanto tentar, consegue ampliar o placar antes do intervalo. Aos 43 minutos, De La Cruz recebe na direita e cruza, Matías Suárez escora e Borré vence o goleiro Weverton.

Gol e pênalti anulados

Vem então o intervalo, e com ele a expectativa de que o Palmeiras consiga se acalmar e administrar a vantagem que construiu na partida de ida. Porém, o time paulista continua muito nervoso, e logo aos 7 minutos o ataque argentino volta a vencer o goleiro Weverton. Mas, após longa paralisação, o juiz, com auxílio do VAR (árbitro de vídeo), anula o gol por impedimento de Borré na jogada.

O River continua a ser o protagonista da partida. Mas, mesmo com tanta pressão, a equipe argentina acaba tendo um jogador expulso, aos 27 minutos, quando Robert Rojas acaba segurando Rony em um contra-ataque de forma irregular.

Mesmo com um homem a menos, o time argentino continua melhor, e tem um pênalti marcado a seu favor aos 29 minutos, quando Matías Suárez cai na área do Palmeiras. Montiel vai para a cobrança, mas antes de executá-la, o árbitro de vídeo chama o juiz de campo, que vai até o monitor rever o lance, e acaba anulando a infração.

A partir daí o Palmeiras conseguiu administrar a vantagem numérica para garantir a oportunidade de conquistar a Glória Eterna de mais uma edição da Libertadores da América.

Agência Brasil

Mais esportes, acesse: FUTBLOG DO SORRISO

Mulher é arrastada por enchente e picada por cobra no mesmo dia em Minas

Foto: Corpo de Bombeiros 

Uma mulher de 34 anos viveu momentos de desespero em Barbacena, na Região Central de Minas Gerais, na noite dessa segunda (11). Uma enchente a arrastou e enquanto ela se agarrava em uma árvore para sobreviver também foi picada por uma cobra jararaca.

A história começa com um desafio dos bombeiros para chegar até o local do fato, o distrito Correira de Almeida, na Zona Rural de Barbacena.

Por causa de um engarrafamento, os militares precisaram contar com apoio da Via 040, concessionária da BR-040, e da Polícia Militar (PM) para conduzir a viatura na contramão da rodovia e ganhar tempo.

Assim que chegaram ao local, os oficiais se encontraram com um homem chamado Josimar, marido da vítima. Ele indicou o lugar onde a mulher havia sido vista pela última vez.

Porém, quando os bombeiros se preparavam para entrar na água viram a cobra presa a um galho.

Por isso, eles decidiram começar as buscas alguns metros depois daquele local.

Após alguns minutos, os militares ouviram gritos de socorro e avistaram a mulher. Ela estava presa em uma árvore, localizada em lugar de difícil acesso por causa da correnteza da enchente.

Portanto, os bombeiros precisaram traçar uma rota de salvamento com cordas para retirá-la daquele local com segurança.

Quando foi socorrida, a mulher estava debilitada, em estado de choque e com sinais de hipotermia.

Os militares então a aqueceram e conduziram ela até um ponto da BR-040, onde foram interceptados por uma viatura da Via 040 com um médico.

 

Essa viatura encaminhou a mulher até o hospital, onde ela chegou vivo e ficou sob cuidados da equipe de plantão.

Barbacena alagada 

A enchente que inundou o distrito de Correia de Almeida, em Barbacena, teve como causa uma tromba d’água, de acordo com os bombeiros. 

O fenômeno é causado por uma grande quantidade de chuva que cai na cabeceira dos rios,o que eleva rapidamente o nível dos cursos d’água.

No caso da zona rural de Barbacena, a água chegou até 1,8 metro de altura, segundo o Corpo de Bombeiros. Várias pessoas ficaram ilhadas. 

No último balanço da corporação, divulgado na noite desta terça (12/1), a chuva atingiu 33 casas. No total, 103 pessoas ficaram desalojadas, uma desabrigada e uma ferida, justamente a mulher picada pela cobra.

Apesar dos danos, ninguém morreu. Também não há registro de desaparecidos.

A corporação também vistoriou 27 casas dos distritos Correia de Almeida e Costas e empenhou 10 bombeiros militares.

Nesta terça, um helicóptero da Polícia Militar sobrevoou a região para avaliação dos danos.

Por volta das 19h, a comunidade se reuniu em uma igreja evangélica com o prefeito de Barbacena, Carlos Du (MDB), e outras autoridades. 

O objetivo era traçar um plano de ação de apoio às famílias atingidas pela enchente.

Estado de Minas

terça-feira, 12 de janeiro de 2021

Banco do Brasil vai fechar 361 unidades e demitir até 5 mil pessoas

Agência Brasil

O Banco do Brasil anunciou na última segunda um plano de reestruturação que envolve o corte (demissão) de até 5 mil funcionários e o fechamento de 361 unidades de atendimento, sendo 112 agências. O objetivo do banco é economizar R$ 2,7 bi até 2025.

Segundo a instituição, o Programa de Adequação de Quadros (PAQ) visa ajustar a força de trabalho do banco, mudando empregados de setores com excesso de pessoal para outros com vagas disponíveis. Os empregados poderão fazer movimentações laterais e também optar pelo desligamento. O Programa de Desligamento Extraordinário (PDE) abrange todos os funcionários que atenderem aos pré-requisitos.

Conforme o banco, as ações “visam otimizar a distribuição da força de trabalho, equacionando as situações de vagas e excessos nas unidades do banco, contribuindo para a redução de despesas e para a melhoria da eficiência operacional”.

A economia líquida anual estimada com as ações de reduções de custos implementadas pelo banco é de R$ 353 milhões em 2021 e R$ 2,7 bilhões até 2025.

No valor não estão adicionados os recursos economizados com os planos de desligamento, que serão divulgados após o encerramento dos períodos de adesão previsto para 5 de fevereiro.
Reestruturação

O banco prevê adaptações na rede de atendimento em 361 municípios, mantendo unidades próprias em 221 municípios e correspondentes bancários Mais BB, nos demais.

Conforme o banco, com o novo modelo 1,3 milhão de clientes passarão a contar com um gerente de relacionamento exclusivo para interação digital por meio do canal Fale.Com.

A interação digital do banco foi ampliada especialmente no último ano. O aplicativo do banco atingiu 4,7 milhões de usuários, crescimento 273% maior do que o período anterior à pandemia. Ao mesmo tempo, o atendimento pelo WhatsApp chegou a quase 600 mil atendimentos por dia.

“Com mais 1,3 milhão de clientes atendidos no modelo de atendimento especializado por gerentes de relacionamento dedicados, avançaremos de forma importante na melhoria contínua da experiência dos nossos clientes. Isso representa 13% a mais de clientes com essa proposta de valor”, disse em nota o vice-presidente de Negócios de Varejo do BB, Carlos Motta.

“As iniciativas buscam a melhoria da experiência e satisfação do cliente e consideram a transformação digital, o aumento da concorrência e o menor patamar histórico da taxa básica de juros como elementos de destaque”, diz a nota.

O BB tomou outras medidas para reduzir custos como a devolução e venda de prédios corporativos, otimização de espaços físicos, medidas de eficiência energética e novo plano de cargos e salários. A expectativa é redução de R$ 3,3 bilhões em redução de despesas até 2025. 

O Banco construiu um hotsite para esclarecer as medidas aos clientes. As informações também estão disponíveis pelo WhatsApp – (61) 4001-0001 e pela Central de Atendimento 0800 729 5291, de segunda a sexta-feira, das 8 às 20 horas.

Agência Brasil